Vouzela: Telmo Antunes reclama mais apoios para a construção e requalificação de equipamentos sociais

06/01/2022 10:40

O Presidente da Assembleia Municipal de Vouzela e Deputado à Assembleia da República, Telmo Antunes, em intervenção proferida na última Assembleia Municipal, realizada no dia 30 de dezembro de 2021, reclamou mais apoios financeiros para a construção e/ou requalificação de equipamentos sociais.

Telmo Antunes referiu como exemplo o concelho de Vouzela onde cinco instituições sociais efetuaram candidaturas ao Programa de Alargamento da Rede de Equipamentos Sociais – 3ª Geração (PARES 3.0), no valor de 6.242.124,00€, tendo sido aprovado o montante de 78.350,00€.

Em causa estava a construção de dois novos lares em Alcofra e em Queirã, a requalificação do lar da Santa Casa da Misericórdia de Vouzela e a ampliação do lar de Campia, tendo sido apenas aprovada a candidatura do serviço de apoio domiciliário para Fornelo do Monte.

Para o Presidente da Assembleia Municipal de Vouzela não existe falta de dinheiro, apenas está mal gerido.

O autarca que «o PARES é financiado pelos jogos sociais da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. Os jogos sociais tiverem de receita bruta, em 2019, 3.360 milhões de euros e, em 2020, 2.768 milhões de euros, de acordo com o relatório e contas daquela instituição. Diga-se que, ao contrário das outras Santas Casas, a SCML é um organismo da dependência do Estado, sendo a sua administração nomeada pelo Governo».

«O dinheiro do PARES resulta assim dos jogos sociais, cuja receita deveria estar fundamentalmente canalizada para ação social. Ora, para este PARES foram alocados 110 milhões de euros e desde 2006 que é era criada um programa idêntico de alargamento de respostas sociais. Ou seja, em 16 anos são apenas previstos 110 milhões de euros para a requalificação e construção de equipamentos sociais», acrescenta.

Quanto ao Programa de Recuperação e Resiliência, que afeta 90 milhões de euros a equipamentos sociais, Telmo Antunes refere que o mesmo fica «aquém das necessidades das pessoas e dos anseios das populações. Por isso, vamos continuar a ter respostas sociais ineficazes e uma população idosa extremamente frágil e com a parte final da sua vida em situação de grande precariedade».

Para o Presidente da Assembleia Municipal de Vouzela, «os nossos idosos merecem outra preocupação e outro tratamento por parte de quem nos governa. Os nossos idosos merecem um tratamento condigno e adequado à vida de sacrifícios que tiveram».

O Presidente da Câmara Municipal de Vouzela, Rui Ladeira, acompanhou as preocupações de Telmo Antunes e referiu que o Município «tem feito um enorme esforço financeiro para apoiar as IPSS do concelho, nomeadamente durante a pandemia, substituindo-se ao governo central no que diz respeito à aquisição de equipamentos de proteção individual e outros apoios».

Rui Ladeira lembrou ainda outras medidas de apoio às famílias, às coletividades e às empresas tomadas em contexto de pandemia que, segundo o autarca, somadas aos apoios às IPSS «representam um esforço orçamental municipal que ascende aos 700 mil euros», concluiu.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.