Santa Comba Dão: Nova descoberta permite datar Ruínas Romanas do Patarinho

16/07/2021 18:25

Um fragmento de Terra Sigillata foi, recentemente, descoberto nas Ruínas Romanas do Patarinho, em Santa Comba Dão. Trata-se de uma cerâmica de luxo da época romana, que surge como um indicador cronológico de referência.

Esta descoberta permitiu à equipa de arqueólogos situar, de forma segura, as ruínas entre os séculos I e III d.C., o que corresponde «à época do Império Romano», explicou o diretor da escavação, Pedro Matos.

Tendo vindo a escavar neste local desde 2019, com a ajuda de várias equipas de estudantes de Coimbra, o arqueólogo revela que «enquanto Conimbriga estava no auge, havia toda uma comunidade a viver nesta zona».

Depois de, em 2019 e 2020, ter sido descoberto um edifício com duas áreas de produção (vinho e azeite), foi revelado, em 2021, um compartimento que agora se confirma corresponder a um novo edifício. Também com duas zonas de produção associadas. Esta é uma estrutura diferente, quer pelo fragmento de terra sigillata aí encontrado, quer pelo género de «construção com muros mais sólidos, de tipo senhorial», esclarece o responsável.

Com uma dezena de arqueólogos em campo, as campanhas de escavação das Ruínas Romanas do Patarinho têm vindo a ser promovidas, desde o início, pela autarquia santacombadense, com o apoio da União de Freguesias de Óvoa e Vimieiro e a colaboração estreita do proprietário do terreno onde decorrem os trabalhos, Mário Cordeiro.

A cada nova campanha, Pedro Matos reforça a convicção da relevância histórica deste sítio, no âmbito do estudo do povoamento de Santa Comba Dão, que agora se consegue datar entre os séculos I e III d.C.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *