Resende junta-se ao projeto que pretende afirmar o Baixo Tâmega como destino enoturístico

08/07/2021 17:16

Resende está, agora, entre os sete municípios que integram o BTinova2.0, um projeto que visa promover o território do Baixo Tâmega enquanto destino de enoturismo.

Promovido pela AEA- Associação Empresarial de Amarante e pela AMBT-Associação de Municípios do Baixo, o projeto regressa agora com uma segunda edição. Aos municípios de Amarante, Baião, Celorico de Basto e Marco de Canaveses juntam-se Cabeceiras de Basto, Resende e Mondim de Basto.

Depois dos primeiros passos dados na primeira edição com a criação do Roteiro Enogastronómico Verde Sentido, o objetivo agora é alarga-lo a outros operadores turísticos, ao mesmo tempo que se reforça o trabalho em rede entre os operadores, através da capacitação, e se estimula o cross-selling regional.

De acordo com a organização, «ao vinho verde, juntam-se outros produtos endógenos de elevado valor, como as paisagens, a cultura e a história das gentes, elementos diferenciadores de uma estratégia turística alicerçada no potencial distintivo do território que visa estruturar toda a oferta e posicionar o Baixo Tâmega como destino turístico de excelência».

Resende foi o município escolhido para a sessão de lançamento da segunda edição do projeto, que decorreu no dia 2 de julho, na Quinta do Outeiro. A abertura da cerimónia foi feita pela vereadora da Câmara Municipal de Resende, Maria José Dias, que salientou as potencialidades do seu concelho e demostrou a sua satisfação pela adesão ao “Verde Sentido”.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *