Proximidade com os tarouquenses vai continuar a ser a pedra de toque no terceiro mandato de Valdemar Pereira

19/10/2021 11:54

Na sequência dos resultados eleitorais do passado dia 26 de setembro, decorreu, na tarde de ontem, no Auditório Municipal Adácio Pestana, a cerimónia de tomada de posse e instalação da Câmara e Assembleia Municipal de Tarouca, para o quadriénio 2021/2025. 

Valdemar Pereira, Presidente da Câmara Municipal eleito para cumprir o seu terceiro e último mandato, afirmou que este será um mandato em que “a nossa missão e visão vão manter-se, o rigor na gestão dos recursos da autarquia, a proximidade entre o eleito e eleitor, a vontade de encontrar as melhores soluções para os problemas do dia a dia, a responsabilidade na forma como sempre estivemos na vida pública serão valores sempre presentes na nossa atuação”.

Para o autarca, “o trabalho desenvolvido nos últimos 8 anos orgulha-nos e orgulha os tarouquenses. Hoje Tarouca é um concelho mais desenvolvido, mais capaz, mais competitivo, mais sustentável”.

Não esquecendo os efeitos colaterais da crise pandémica, Valdemar Pereira afirmou que os próximos quatro anos “não serão fáceis, pois há muito trabalho a realizar para resolver problemas económicos e sociais que esta crise pandémica nos deixou, marcas que perdurarão por algum tempo, mas que desejamos atenuar o mais rápido possível”.

O presidente reeleito reafirmou que lidera “uma equipa de pessoas de bem, de gente que sente Tarouca, gente sempre presente, nos bons e maus momentos, gente que não vos irá desiludir, pois têm provas dadas e sei que darão o seu melhor pelo nosso concelho. Em cada um dos elementos desta equipa existem competências humanas, pessoas que sabem ouvir e trabalhar em equipa. Em cada um de nós existem também competências sociais, a proximidade com que atuamos fazem com que sintamos os problemas dos outros e tudo façamos para encontrar soluções o mais rápido possível”.

A cumprir o seu segundo mandado na Presidência da Assembleia Municipal, Rui Pereira afirma que “a Assembleia Municipal continuará a ser um espaço de discussão construtiva sobre as estratégias para o desenvolvimento do concelho, sendo importante a participação dos cidadãos como elemento fundamental para a consolidação da democracia. Vamos, pois, trabalhar para que a Assembleia Municipal seja cada vez mais um espaço em que os tarouquenses se sintam representados e motivados a intervir”.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *