Obras na Ecopista do Dão arrancam já nos próximos dias

23/04/2021 20:19

A obra de requalificação da Ecopista do Dão foi consignada hoje, dia 23 de abril, e arranca nos próximos dias.

A intervenção prevê a requalificação completa no troço inicial da ecopista, entre o Tribunal (Avenida da Europa) e a Estação de Figueiró. A revisão da sinalização horizontal e vertical de seis cruzamentos é um dos aspetos a melhorar, para o aumento da segurança «naquele que é um dos espaços de eleição dos viseenses», explica a autarquia, acrescentando que esperaram por este período do ano, uma vez que a obra obriga a que haja tempo seco.

O município adianta que, apesar da intervenção vir a causar alguns constrangimentos inevitáveis, é algo necessário para a melhoria deste «percurso de natureza por excelência».

«Passados cerca de 14 anos depois da inauguração do 1º troço, voltamos a intervir neste espaço ‘nobre’ de prática de atividade física dos cidadãos», afirma Conceição Azevedo, Presidente da Câmara Municipal de Viseu.

Os trabalhos de requalificação, com um investimento de cerca de 250 mil euros por parte do município, têm um prazo estimado de execução de 120 dias.

O Vice-Presidente da autarquia viseense, João Paulo Gouveia, sublinha que «a Ecopista do Dão é um equipamento fundamental no projeto que definimos para a mobilidade suave em Viseu, e mesmo para a mobilidade pendular. Trata-se de uma visão representada no MUV – Mobilidade Urbana de Viseu, que inclui a integração de várias ciclovias urbanas, como é o caso dos 7,1 km que estamos a concluir na cidade».

Já Conceição Azevedo refere-se a ela como «uma das infraestruturas mais importantes», acrescentando que «representa bem uma dimensão do modelo de qualidade de vida que definimos para Viseu: o bem-estar, a vida saudável ao ar livre, a natureza, o exercício físico… Enfim, simboliza muito daquilo que nos faz a todos felizes».

Recorde-se que a gestão e manutenção deste equipamento está a cargo da CIM Viseu Dão Lafões que, anualmente, protocola com os Municípios de Viseu, Tondela e Santa Comba Dão.

 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *