Município de Tondela esteve em destaque na BTL

17/03/2022 18:27

O Município de Tondela é um dos vários a marcar presença na Bolsa de Turismo de Lisboa (BTL), integrado no stand da CIM Viseu Dão Lafões, com duração desde o passado dia 16 até ao dia 20 de março.

De forma a promover-se como concelho «de excelência e região de bem-estar», o Município esteve esta quinta-feira, 17 de março, em destaque. Ao longo do dia, a Confraria dos Carolos e das Papas de Milho e a Confraria do Cabrito e da Serra do Caramulo tiveram a oportunidade de dar a provar aos visitantes a gastronomia típica do concelho.

Foram, ainda, divulgados os principais eventos a realizar no concelho durante este ano. Sendo eles a Queima do Judas; a Soenga; o Tondela Brancos; o Tom de Festa – Festival de Músicas do Mundo; Caramulo Motorfestival; e o regresso esperado da FICTON – Feira Industrial & Comercial de Tondela/Festas do Concelho de Tondela.

No âmbito da divulgação artística e cultural, a ACERT – Associação Cultural e Recreativa de Tondela/Trigo Limpo teatro ACERT apresentou o projeto teatral e de artes performativas de rua “Passarola”.

Fábrica da Queima – 10 a 15 de abril de 2022

Desde 1996, que o Trigo Limpo Teatro Acert transforma uma ancestral tradição – O Ritual da Queima e Rebentamento do Judas – num espetáculo comunitário e de performances artísticas extremamente vanguardista, onde se fundem o teatro, a música e o fogo-de-artifício.

Divididos em grupos, os participantes integram diferentes equipas. Uns, constroem os elementos cénicos da Queima do Judas e o boneco que representa, em cada ano, os bailarinos que atuarão em diversas frentes do espetáculo; outros ainda, costuram figurinos, organizam a logística, preparam o fogo sob a cautelosa orientação dos mais velhos e experientes manejadores das chamas.

É uma semana de intenso trabalho, mas sobretudo de partilha, aprendizagem coletiva, troca de saberes e muitas emoções. Na fábrica da Queima participam, há muitos anos, pessoas de todas as idades e não apenas de Tondela. Há quem chegue de longe, há quem o faça desde pequenino e há sempre espaço para a primeira vez de quem quiser experimentar.

No que se denomina por Fábrica da Queima, mais de 200 voluntários são enquadrados, nas várias áreas artísticas, pela equipa do Trigo Limpo Teatro Acert e por profissionais contratados para o efeito, numa envolvência plena da comunidade, que faz questão de dar continuidade a uma manifestação enraizada na ancestralidade e que se perde na memória dos tempos.

Queima do Judas – 16 de abril

Durante alguns anos, a tradição manteve-se e, à saída da missa, no Sábado de Aleluia, um boneco feito de palha e trapos velhos era queimado junto à Igreja Matriz de Tondela.

Posteriormente, a tradição foi evoluindo, dando origem a um espetáculo comunitário onde o teatro, a dança, a música e o fogo-de-artifício se aliam numa celebração onde se expurgam todos os males ocorridos desde o ano anterior.

É antiga a tradição de queimar o Judas. Com a Primavera instalada, o desejo de renovação expressa-se olhando para o passado recente e purificando pelo fogo tudo o que não se quer guardar. Em Tondela, há muito que o Judas arde. Desde 1987, tem ardido sob a batuta da Associação Cultural e Recreativa de Tondela, que organiza a função e mantém o espírito comunitário.

Pouco antes da meia-noite de Sábado Aleluia, o espetáculo desenrola-se ao ar livre, desfilando coreografias, canções e uma narrativa que percorre o ano que passou e lhe aponta os maus bocados. No fim, as chamas devoram o Judas, por entre fogo-de-artifício e o som apoteótico dos músicos e atores que, acompanhados pelo público, celebram coletivamente esta renovação.

Quando o público abandona o recinto e os participantes começam a desmontar as estruturas, todos sabem que um novo ciclo está pronto a estrear.

Com a inevitável interrupção que a pandemia obrigou, os Não Judas a que se aludiu em 2020 e 2021, também eles consciencialização para a obrigatoriedade de confinamento, prenunciam a Queima do Judas de 2022 apoteótica: local de encontro, de proximidade e de partilha afetiva e emotiva. O Judas é encontro de celebração.

Este evento, que ano após ano atrai mais espetadores e aguça a curiosidade de todos, incluindo as dezenas de voluntários envolvidos, é considerado hoje a maior e mais impressionante Queima do Judas que se realiza em Portugal.

Soenga – 21 e 22 de maio

Molelos, freguesia do Concelho de Tondela, também conhecida pela Freguesia da Louça Preta, acolhe anualmente um evento único, a Soenga ou melhor dito, o processo tradicional de “cozedura em soenga”, a colocação da loiça numa cova pouco funda cavada no solo.

Nesta, após ser coberta parcialmente com lenha de pinheiro e tapada com torrões de terra, é ateado fogo, deixando-se cozer sob o olhar atento do artesão. A característica da cor negra do barro explica-se pela cozedura de tipo redutor, que consiste em abafar com terra a louça na fase final da cozedura, impedindo a entrada de oxigénio.

Devido a processos físicos e químicos, a louça torna-se completamente negra e, em parte, impermeabilizada.

Trata-se de uma iniciativa única no País, que nos permite, durante dois dias e pelas mãos dos experientes oleiros de Molelos, acompanhar de perto um dos mais antigos métodos de cozedura de cerâmica e que pretendemos manter, pois «inovar também significa preservar velhos hábitos e métodos de antanho».

Esta arte tradicional ganhou novos contornos com o surgimento de jovens oleiros, criativos, determinados em contribuir para não deixar morrer a arte, procurando novas abordagens, sofisticação de padrões estéticos, estilização de tipologias, com novos usos e conquista de territórios, com uma produção muito diversificada e em série, com implantação na economia global.

As olarias surgem-nos com métodos de trabalho mecânicos, para melhor rendimento. A veia criativa e artística é uma aposta no futuro. A promoção do produto, a sua qualidade, são sinónimos de dinâmica, de planeamento na produção e de visão estratégica de mercado.

Pelo vanguardismo das formas, das novas tendências e das arrojadas pesquisas, para além do negro, os barros de Molelos marcam presença pela inovação e perfeição no acabamento.

O Município de Tondela irá continuar a fazer desta festa o grande evento de promoção e projeção do concelho, continuando a aliar a tradição à modernidade, divulgando o que de melhor se faz e constrói neste território no domínio empresarial social, cultura e associativo, numa afirmação crescente de liderança.

A exemplo das edições anteriores, sempre com algumas surpresas e inovações, continuará a existir a aposta num programa musical recheado de talentos e animação permanente, onde não faltarão eventos desportivos e culturais.

O recinto da Feira contará com as tradicionais ‘Tasquinhas’, dinamizadas pelo movimento associativo, em paralelo com as exposições das diferentes estruturas socio-económicas, que estarão dentro e fora do Pavilhão Municipal.

Será ainda dada uma grande e meritória ênfase aos produtos locais, nomeadamente ao artesanato e à produção agroalimentar, realçando igualmente os potenciais turísticos do concelho, desde a paisagem ao património construído, dos percursos pedestres ao termalismo, do automobilismo ao património imaterial, cuja riqueza faz de Tondela marco referencial de Portugal.

Pretende-se destacar, através de um evento de alto nível, a importância dos vinhos brancos para a região e quando os mesmos têm evoluído no que concerne à qualidade, apresentação e representação nos mercados nacionais e internacionais dos sectores, num certame, mais expositivo, degustativo e não uma mera feira, que se quer dirigido, igualmente, aos produtores locais.

Tom de Festa – 1 a 22 de julho

Podemos incluir, de forma simplista e genérica, o Tom de Festa como um festival de Músicas do Mundo, mas ele é muito mais do que isso, e também por isso, de difícil catalogação e de encaixar em cânones e rótulos festivaleiros.

Criado há três décadas pela ACERT, o Tom de Festa- Festival de Músicas do Mundo tem a música como eixo estruturante, levando aos palcos de Tondela bandas, músicos e projetos de diferentes geografias. Este é um festival que aposta na diversidade de género musicais, estabelecendo uma ideia de mestiçagem sonora e cultural que é a marca de água da sua programação.

Ainda que a música prevaleça como eixo primordial do tom de Festa, persiste a vontade de dar à programação um ecletismo que sublinhe e matriz da Associação Cultural e Recreativa de Tondela: a confluência das distintas expressões artísticas capazes de gerar momentos irredutíveis capazes de surpreender o público.

É um dos momentos anuais marcantes da ACERT, com o apoio do Município de Tondela, na relação com os seus públicos de muitas geografias. É uma ocasião de afirmação de um acontecimento que, ganhou notoriedade identitária no panorama dos festivais de verão em Portugal.

Em 2020, renovou-se, tornando-se nómada, aparecendo descentralizado, passando, desde aí, a residir junto às zonas de lazer das várias freguesias do concelho de Tondela.

Em 2022, o Tom de Festa terá lugar nos fins-de-semana do mês de julho e contará com a parceria do Município de Tondela, das juntas de Freguesia e das associações aderentes que tão entusiasticamente, dão à ACERT genica para inovar e resistir.

Tondela Brancos – 8 a 10 de julho

O Tondela Brancos, evento anual que aposta nas provasse vinhos do concelho, bem como na gastronomia de excelência local, regressa ao formato presencial, de forma alargada, em 2022, aliando o esoterismo, a gastronomia e a animação cultural, num fim de semana pleno de atividades para todos os que visitarem o Tondela.

Não faltarão, dentro do vasto e convidativo programa, as provas comentadas, os showcookings com harmonização vínica local demonstrando desta forma a adequação dos nossos vinhos à gastronomia de gama “Michelin”, para além, da oportunidade da aquisição, junto da origem, de produtos de altíssima qualidade.

Também, durante todo o fim de semana, a restauração local terá uma carta de vinhos brancos do Concelho em todos os estabelecimentos, por forma a que os nossos autênticos néctares sejam cada vez mais apreciados por quem nos visita.

Caramulo MotorFestival – 2 a 4 de setembro

Organizado pelo Museu do Caramulo com o Automóvel Club de Portugal, e com o apoio do Município de Tondela, que acolhe todo o evento no seu território, o Caramulo MotorFestival é o maior festival motorizado em Portugal, tendo por base um evento dedicado aos automóveis e motociclos clássicos e desportivos, que combina a parte de competição com um conjunto de ações lúdicas e turísticas.

Com um programa extremamente diversificado, destaca-se sempre a Rampa Histórica Michellin, o Passeio 200 Milhas, o Passeio Rota dos Clássicos e a Coleção de Automóveis, Motociclos, Velocípedes e Miniaturas do Museu do Caramulo, aos quais se juntam muitos outros motivos que irão atrair à Serra do Caramulo muitos milhares de visitantes.

Atente-se que, se juntarmos a área da Rampa Histórica do Caramulo, este evento ocupa uma área de 140 000 m2, envolve mais de 530 pessoas na organização, reuniu, em 2021, 1 099 veículos, participantes no Caramulo MotorFestival, para além das inúmeras provas, encontros, passeios e concentrações, mercado e demonstrações.

O Caramulo MotorFestival assume-se como um evento orientado não só para os verdadeiros aficionados dos automóveis e motociclos, mas também para todo o público em geral, em especial para as famílias que, assim, podem desfrutar de um fim-de-semana inesquecível na Serra do Caramulo.

FICTON – 14 a 18 de setembro

A FICTON – Feira Industrial e Comercial de Tondela, caracteriza-se por ser a grande monta das potencialidades económicas do concelho de Tondela, tendo vindo a tornar-se no maior acontecimento cultural e de animação que se realiza no concelho, sobretudo ao nível do entretenimento e de atração de públicos com os mais variados interesses, distintas idades e envolvimentos diversificados.

Estamos perante um caso raro de sucesso, que ano após ano se tem afirmado no panorama regional e nacional e que atrai muitos milhares de visitantes a Tondela, na procura do distintivo, da diferença que nos caracteriza e de momentos de animação de excelência pautados pelos grandes nomes do panorama musical nacional.

É na FICTON que Tondela se dá a conhecer nas suas múltiplas facetas, desde as artes e ofícios, ao património, passando pela gastronomia, desporto, turismo, cultura, desenvolvimento económico e história local.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.