Moimenta da Beira: ‘Interior no Livro’ garante quatro dias de literatura e animação

12/04/2022 11:00

A Feira do Livro de Moimenta da Beira, que acontecerá entre os dias 21 e 24 de abril, oferece um programa que compreende momentos de animação dedicados aos mais pequenos, locais de venda de livros, um concerto de música, um workshop, apresentações de livros, poesia dita, contada e cantada, uma maratona de leitura.

Esta iniciativa, que arranca a dia 21, começa pelas 10 horas, com a abertura da Feira do Livro, nas imediações da Câmara Municipal, na renovada Praça do Tabolado, sendo que das 10 às 15h30 acontecerá o ‘Atchim, atchim, atchum’, com o ilusionista Tangerina e até às 18 horas marcará presença o animador em andas e passeios de Rickshaw; já no dia 22, o programa conta com Thomas Bakk, contador de histórias, até às 15h30, com magia de rua, teatro cómico de improviso e passeios de Rickshaw até às 18 horas, pelas 21 horas, acontecerá a sessão motivacional ‘Corre pelos teus sonhos’ de Mário Trindade e às 21h45, o concerto com Carlos Clara Gomes ‘Canções de uma Clara Madrugada’; no dia 23 de abril, pelas 15 horas, acontecerá a apresentação da reedição do livro ‘Ilusão na Morte’ de Afonso Ribeiro, pelas 16, a apresentação do livro ‘O meu país do Sul’ de António Bondoso, às 21 horas, as sessões de poesia ‘A Saudade Poética em Moimenta da Beira’, com a participação do Grupo de Fados Quinteto Beirão e durante o dia, a animar os mais pequenos, estará o animador em andas, dupla de palhaços e passeios de Rickshaw; no último dia, 24, pelas 15h30, haverá a maratona de leitura, sempre contando, ao longo do dia, com magia de rua, a dupla de palhaços, o animador com biblioteca ambulante para histórias ou fábulas e passeios de Rickshaw.

«Demos-lhe este nome de múltiplos sentidos, de variações dissemelhantes. O interior de nós (sonhos, alma, coração, capacidade de problematizar, aptidão para interpretar); o interior no livro (texto, narrativa, corpo de uma história); o outro interior (Moimenta como espaço geográfico, território longe do litoral, mas ainda assim proficiente, resistente)», explica a autarquia, relativamente à escolha do nome.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.