DECO Centro alerta para compras virtuais que podem acabar mal

06/05/2020 10:57

A DECO Centro comunica a chegada de várias denúncias de consumidores insatisfeitos com experiências de compra online. Aparentemente aliciados nas redes sociais com ofertas atrativas de produtos a preços simpáticos, estes consumidores efetuaram compras online que não correram pelo melhor ou porque o produto não foi entregue ou pela falta de reembolso do mesmo. Os consumidores reclamaram junto das lojas virtuais em questão, tendo sido posteriormente bloqueadas por quem gere a página.

Muitas destas lojas não estão registadas como empresas em Portugal, nem possuem endereços físicos de contacto, tornando a situação mais difícil, uma vez que este tipo de vendas não é entre comerciante e consumidor, mas sim, entre particulares, complicando a resolução do conflito.

A DECO Centro deixa alguns conselhos para que possa fazer compras online, em segurança:

  • Recolha informação sobre a página com a qual pretende fazer negócio, opiniões de anteriores compradores, se existem ou não reclamações e o seu fundamento.
  • Verifique os contactos da loja, inclusive endereço físico para usar em caso de conflito. Algumas lojas nas redes sociais podem encerrar com um simples clique, ficando sem o produto encomendado e sem qualquer reembolso.
  • Se o preço for bom demais, desconfie.
  • Opte por meios de pagamentos seguros. O pagamento à cobrança, a transferência bancária ou por multibanco serão as melhores opções.
  • Certifique-se que recebe comprovativo da encomenda, com a descrição do produto, o preço, o endereço do vendedor e o prazo de entrega. A fatura é imprescindível caso seja necessário acionar a garantia do produto.
  • Se efetuou uma compra e não recebeu o produto dentro do prazo, pode cancelar a encomenda e pedir o reembolso do valor pago, caso se trate de um negócio entre comerciantes e consumidores.
Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.