CUF de Viseu pioneira no tratamento minimamente invasivo do aneurisma da aorta abdominal

04/08/2021 15:57

O Hospital CUF de Viseu realizou, pela primeira vez, um tratamento minimamente invasivo para aneurisma da aorta abdominal.

O aneurisma da aorta abdominal consiste numa dilatação da principal artéria do corpo que, de acordo com a CUF «pode romper e ser potencialmente fatal». O procedimento feito pela primeira vez em Viseu permite «tratar uma situação clínica complexa, de uma forma minimamente invasiva» , afirma Rui Machado, cirurgião vascular do Hospital CUF Viseu.

A técnica é denominada por EVAR e consiste na colocação de uma prótese através de cateterismo. A cirurgia é realizada por médicos especializados em cirurgia vascular, liderados por Rui Machado e Arlindo Matos, especialistas em Angiologia e Cirurgia Vascular no Hospital CUF Viseu. O procedimento recente evita que se faça uma grande incisão na zona do abdómen, que poderia causar complicações. Além disso, reduz o tempo de internamento e de recuperação pós-operatória.

O cirurgião Rui Machado alerta para o facto do aneurisma na aorta abdominal ser, na maior parte das vezes, assintomático, pelo que aconselha «a realização de uma ecografia do abdómen, um exame simples e indolor que permite avaliar a dimensão da artéria aorta abdominal e assim optar pela melhor forma de tratamento».

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *