COVID-19: Graça Freitas admitiu que a terceira dose da vacina pode ser administrada à população mais exposta

02/09/2021 11:29

Graça Freitas admitiu, esta quarta-feira, que a terceira dose da vacina é recomendada a pessoas com mais de 16 anos, que possuam doenças mais graves, imunossuprimidos, aqueles que tenham recebido um transplante há menos de três meses, pessoas com cancro ativo, ou que estejam infetadas com VIH/sida ou com síndrome de Down.

Esta decisão vai ser avaliada pela DGS para que seja concebida uma norma de reforço da vacinação para proteger as pessoas mais vulneráveis.

A Diretora-Geral da Saúde, Graça Freitas, afirmou que, «a questão da terceira dose tem duas componentes: para os imunodeprimidos é uma outra oportunidade de ficarem imunizados; para as pessoas que tiveram a sua vacinação, mas porque são velhos, doentes ou terem outra condição que não os deixou duradouramente protegidos, está a ser equacionado um reforço».

A responsável da DGS conclui, ainda que, «quantas mais pessoas estiverem vacinadas, mais nós conseguimos aliviar as medidas e a nossa vida se tornará normal ou mais parecida com o que era. Disse parecida e não igual, porque ainda não é altura de fazermos tudo, mas é altura de nós próprios percebermos o que é que podemos fazer no dia a dia para diminuir o risco, porque ainda não é zero».

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *