Cerca de 3900 alunos participaram no Laboratório Móvel das Ciências da CIM Viseu Dão Lafões

16/08/2021 12:59

Um total de 3884 alunos, dos 3º e 4º anos do ensino básico, participaram no Laboratório Móvel das Ciências, que percorreu as escolas dos 14 municípios da Comunidade Intermunicipal (CIM) Viseu Dão Lafões, ao longo do ano letivo 2020/2021.

A iniciativa foi apresentada a 15 de setembro do ano passado, pela CIM Viseu Dão Lafões, no âmbito do Plano de Promoção do Sucesso Educativo, e segundo esta, contou com 27 paragens, envolvendo 252 professores e 241 turmas, em representação de 22 Agrupamentos de Escolas. 

Trata-se de uma «inovadora proposta pedagógica» com enfoque no domínio tecnológico, programação e robótica, sob o módulo temático central “Fábrica de Robots”, onde foram desenvolvidas 221 ações. De acordo com os dados da CIM, no que diz respeito aos temas opcionais, o módulo “Fenómenos Atmosféricos e Alterações Climáticas” foi o escolhido em 93 ocasiões, o “Corpo Humano” registou 62 ações, a “A Nossa Escola no Cosmos” foi opção 32 vezes e o módulo “Engenhos e Engenhocas” 30 vezes. 

Neste período de interrupção letiva, o Laboratório continua a percorrer cada um dos Municípios da CIM Viseu Dão Lafões, proporcionando esta experiência às crianças, também em contexto de férias escolares.

«Sabendo que ambientes inovadores fomentam o desenvolvimento do conhecimento e de competências, apesar do contexto desfavorável que vivemos, a CIM Viseu Dão Lafões não baixou os braços e conseguiu disponibilizar, aos alunos da nossa região, uma proposta pedagógica estimulante, com materiais e conteúdos inovadores, capaz de alargar os seus horizontes e potenciar as suas capacidades, acrescentando valor ao processo de ensino e aprendizagem», esclarece o Presidente da CIM Viseu Dão Lafões, Rogério Mota Abrantes. 

Segundo o responsável pela CIM, o tema das alterações climáticas foi o mais procurado entre os docentes, o que comprova a «importância dos projetos de literacia ambiental que a CIM tem desenvolvido junto das escolas e da comunidade, nomeadamente,  a Exposição Itinerante e o projeto O Futuro é Amanhã», concluiu.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *