ARTIGO DE OPINIÃO: O desporto e as lesões dentárias – como prevenir?

17/07/2021 19:30

Nos últimos anos, a prática de atividades desportivas em Portugal tem vindo a aumentar, o que potencia um aumento de lesões, entre elas o trauma orofacial e dentário. 

A face é geralmente a área do corpo mais vulnerável e menos protegida, sendo as lesões dentárias o tipo de lesão orofacial mais comum sofrida durante atividades desportivas.

Tendo isto em conta, devemos levar em consideração prevenir este tipo de lesões em adolescentes, e um dos meios de prevenção é o uso de protetores bucais (goteiras de proteção).

Um protetor bucal pode ser definido como um dispositivo resistente usado no interior da cavidade oral com o objetivo de reduzir a ocorrência de lesões orais, particularmente nos dentes e estruturas anexas. São adquiríveis através de uma vasta variedade de produtos, incluindo os modelos pré-formados, vendidos em lojas desportivas, e os individualizados, elaborados pelo médico dentista.

Apesar de poderem ter desvantagens como desconforto, reação dos tecidos moles, dificuldades na respiração e fala, eles são eficazes na sua função, pois diminuem consideravelmente a deformação dos dentes submetidos a stress, em comparação com os dentes desprotegidos; apresentam um papel na prevenção de contusões; estabilizam a posição da mandíbula; protegem a ATM; e previnem a laceração dos lábios e língua contra os dentes durante golpes traumáticos.

Estas vantagens tornam o uso deste tipo de proteção essencial.

Muitos atletas não têm consciência das implicações que um trauma na região oral pode provocar na sua saúde nem da grande probabilidade de sofrer lesões orofaciais graves durante uma atividade física. É por isto que é imprescindível fornecer esta informação aos atletas, treinadores, pais, dirigentes desportivos e outro staff técnico sobre a importância da prevenção de lesões orofaciais durante a atividade física e desportiva.

Tanto é que os responsáveis por jovens em desportos organizados e em escolas e universidades que atualmente já utilizam protetores bucais afirmaram que os ferimentos dentários e faciais podem ser reduzidos significativamente introduzindo o equipamento protetor necessário. 

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *