Ângelo Moura oficializa recandidatura à Câmara Municipal de Lamego

27/07/2021 10:42

Ângelo Moura, o atual Presidente da Câmara Municipal de Lamego, apresentou ontem, dia 26 de julho, a sua recandidatura a um segundo mandato. A sessão teve lugar no Teatro Ribeiro Conceição, em Lamego.

Na oficialização pública da candidatura, o socialista fez um balanço da sua ação governativa, salientando «o respeito conquistado pelas instituições aos longo destes anos de mandato, da resolução da pesada dívida existente no Município e do cumprimento do dever e da obrigação de devolver a Lamego e aos lamecenses a transparência na governação do bem comum».

A capacidade de colocar no terreno as obras do PEDU (Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano) e aposta feita nas juntas de freguesia e no aumento da sua dotação em mais de 70% das suas receitas foram alguns dos assuntos que o autarca trouxe a palco, evidenciando que «neste mandato foram 24 milhões em obra realizada e em curso».

No seu discurso, Ângelo Moura destacou o reforço realizado no setor da educação e da cultura e na dignificação do nome de Lamego, através dos seus produtos endógenos, como o vinho ou o espumante, da atividade e a precursão imaterial, como as máscaras de Lazarim ou a elevação das “Festas em Honra à Nossa Senhora dos Remédios” a uma das 7 Maravilhas da cultura popular portuguesa.

Quanto ao futuro, o socialista revelou alguns projetos, como a construção do novo Centro de Saúde, uma obra já em curso. «Também a educação continuará a ser uma aposta e a implementação da Estratégia Local de Habitação será uma realidade».

As melhorias nas ligações intra-municipais, bem como uma ligação célere à A24, que continuam a ser negociadas com o governo, foram também questões referidas no seu discurso.

«Os nossos empresários continuarão a merecer toda minha atenção e acompanharei de perto as necessidades e anseios do sector. Vamos continuar a fazer de Lamego o melhor dos sítios para viver e reforçar a sua importância estratégica. Temos que dar continuidade ao projecto iniciado», sublinhou Ângelo Moura.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *